4 serviços para guardar arquivos na nuvem

Um dia, você reunirá seus netos e contará histórias para eles sobre a vida antes da computação em nuvem: como estávamos acostumados a colocar arquivos, fotos e música em disquetes, cartões de memória ou pen-driver para transferi-los de um dispositivo para outro. Eles olharão surpresos para você e continuarão usando serviços de armazenamento em nuvem.
Agora, porém, você pode ser perdoado por pensar na computação em nuvem como uma nova maravilha. Algumas empresas guardam seus dados de graça e os tornam acessíveis em qualquer dispositivo usado, em qualquer lugar, desde que você tenha uma conexão de internet.
Para aqueles que usam pen-drives e HDs externos, pensar em armazenamento em nuvem é só uma nova forma que fazer backup de dados, mas em um servidor remoto. Acrescente aí a habilidade de sincronizar os arquivos e esses serviços se tornarão ainda mais sedutores.
O que se tornou realidade agora é a habilidade de sincronizar os arquivos sem problemas por meio de múltiplos dispositivos: computadores, notebooks, smartphones e tablets. E é claro que, enquanto Google, Microsoft, Dropbox e outros competem, a quantidade de dados para armazenar e compartilhar continua a se expandir.
Veja abaixo algumas dicas sobre como começar a usar esses serviços a partir de agora:

Google Drive

Reprodução

Google Drive dá 5 GB de espaço de armazenamento grátis

O serviço de armazenamento em nuvem do Google, que tem um aplicativo que pode ser baixado a partir do site oficial (www.drive.google.com), deve agradar as pessoas que usam Gmail ou Google Docs online. Em vez de enviar os documentos por e-mail (para os outros e para você mesmo) no Gmail, você pode compartilhar arquivos grandes por meio do Google Drive. (As fotos podem ser compartilhadas pelo Picasa ou por meio da rede social Google+.)

 
Assim como no Google Docs, é preciso estar online para compartilhar arquivos e colaborar, mas é possível tornar um arquivo disponível offline. É possível criar documentos, planilhas e apresentações online e muitas pessoas poderão editar o mesmo documento ao mesmo tempo. O serviço armazena todas as mudanças realizadas e você pode consultá-las pelos 30 dias seguintes.

O Google Drive reconhece múltiplos formatos – mais de 30 tipos de arquivos – em seu navegador de internet, mesmo que você não tenha o programa que criou o arquivo instalado em seu computador. O serviço converte os arquivos para o formato do Google Docs.

O serviço está disponível para usuários de PC e Mac (com algumas restrições dependendo do sistema operacional), assim como em dispositivos com Android. O Google promete lançar em breve aplicativos para iPhone e iPad.

Depois de instalar o Google Drive em seu computador, uma pasta será criada. Você pode arrastar e soltar arquivos para esta pasta, de modo que eles sejam sincronizados com a nuvem. Se o seu sistema operacional não suportar o Google Drive, você pode acessar o serviço por meio do navegador web e fazer upload de arquivos por lá.

O Google Drive oferece 5 GB de armazenamento grátis, mas oferece outras quantidades de espaço por uma mensalidade: 25 GB custam US$ 2,50; 100 GB custam US$ 5; 200 GB custam US$ 10; e 400 GB por R$ 20. Usuários corporativos podem comprar ainda mais espaço.

Em resumo, trata-se de uma boa ferramenta para colaboração online, backup de dados e sincronização a um preço razoável.
 
Microsoft SkyDrive
 

Divulgação

SkyDrive oferece 7 GB de armazenamento grátis e é cheio de recursos
O SkyDrive é aclamado como a ferramenta de armazenamento em nuvem mais poderosa disponível, de acordo com seus recursos: espaço para armazenamento, acesso aos arquivos em dispositivos móveis, colaboração, backup de notas, galeria de fotos e compartilhamento de arquivos.
 
O serviço oferece 7 GB de espaço grátis para qualquer usuário, o que a Microsoft afirma ser suficiente para 99,94% dos usuários. Esse espaço permite guardar 20 mil documentos do Office ou 7 mil fotos, de acordo com a empresa. Os usuários podem pagar para ter mais espaço: No Brasil, os preços são de R$ 19 ao ano para 20 GB; R$ 46 para 50 GB; e R$ 93 para 100 GB.
O SkyDrive é compatível com Windows e MacOS e pode ser acessado também por meio do site oficial. Os usuários também podem baixar aplicativos do SkyDrive para Windows Phone, iPhone e iPad. É preciso obter uma conta Windows Live para usar o serviço, algo que não exige muito trabalho.
Um recurso único do SkyDrive permite que você busque qualquer arquivo armazenado no Windows por meio do site, desde que tenha instalado o aplicativo do SkyDrive. O aspecto mais interessante do SkyDrive, no entanto, é a habilidade de colaborar com outros usuários em documentos do Office sem ter que convertê-los primeiro.
Os arquivos podem ser criados offline e, uma vez conectado a internet, o Skydrive oferece os mesmos recursos de colaboração online do Google Docs, assim como o recurso que permite monitorar versões. Os outros usuários com quem você compartilha um arquivo podem ver ou editar arquivos de Word, PowerPoint ou Excel usando as versões do Office para Mac ou Windows – ou ainda o Office Web Apps, disponível na web, de graça.
Em resumo, é um serviço de computação em nuvem rico em recursos, com um espaço grátis considerável e custa pouco para obter mais espaço. Usuários de Office podem editar arquivos e colabora online usando um software ao qual já estão acostumados.

Dropbox
 
O Dropbox é o avô dos serviços de armazenamento em nuvem. Ele funciona com Windows, Mac e também com Linux. Ele oferece aplicativos móveis para iPhone, iPad, Android e BlackBerry.

Reprodução

Dropbox facilita compartilhamento de arquivos com grupos

Os usuários têm 2 GB de espaço gratuito e podem ganhar 500 MB a mais cada vez que indicarem o serviço a um novo usuário. Você paga caro para aumentar o espaço: US$ 10 ao mês por 50 GB e US$ 20 ao mês por 100 GB.

 
O Dropbox ganhou a reputação de ser confiável e fácil de usar. Recentemente, o Dropbox aumentou sua capacidade de upload de fotos e vídeos de forma que os usuários possam fazer upload automático a partir de qualquer câmera, tablet, cartão SD ou smartphone. O Dropbox aumenta 500 MB de espaço pelo primeiro upload e, segundo a empresa, conforme o usuário faz upload de mais arquivos, receberá até 3 GB extras.
Assim como nos outros serviços, é possível compartilhar arquivos, fotos e vídeos por meio de um link para o Dropbox. Se você estiver trabalhando em equipe, é possível compartilhar arquivos, mas não editá-los ao mesmo tempo.
Em resumo, é possível usar o Dropbox mesmo que você escolha outro serviço de backup em nuvem, especialmente se precisar compartilhar arquivos com um grupo de pessoas. O serviço, no entanto, é caro, se o usuário não conseguir receber aumentos de espaço gratuitos.

SugarSync
 

Reprodução

SugarSync oferece aplicativos para quase todas as plataformas móveis

O serviço começou a funcionar em 2008 e afirma suportar a maior parte dos dispositivos móveis, inclusive iPhone, iPad, Android, BlackBerry, Symbian, Windows Mobile e Kindle. Ele também funciona com Windows XP, Vista e Mac. Ele oferece 5 GB de espaço gratuito, com upgrades pagos: 30 GB custam US$ 5 ao mês; 60 GB custam US$ 10; e 100 GB custam US$ 15.

 
O melhor recurso permite que você determine quais pastas quer sincronizar e onde você quer sincronizá-las. Uma vez que o serviço está configurado, segundo a empresa, você nunca mais terá que se preocupar em sincronizar os arquivos novamente. SugarSync continuará a sincronizar e fazer backup dos arquivos a partir do computador.

Uma vez salvos, os arquivos podem ser editados offline e, da próxima vez que o usuário estiver online, o SugarSync automaticamente o sincronizará. Se você compartilhar um arquivo, o SugarSync salva as mudanças de cada usuário.

Ele oferece uma abordagem fácil de usar para compartilhar arquivos, incluindo um novo recurso que permite enviar links em vez de anexos ao usar o Microsoft Outlook. É possível compartilhar links para documentos, fotos e vídeos nas redes sociais, bem como em postagens do Facebook.

Para deixar o usuário em paz, o SugarSync promete permitir que o usuário baixe seus arquivos a partir da nuvem, caso seu computador seja danificado. Em resumo, trata-se de uma ferramenta integrada com redes sociais e ajuda a aumentar a produtividade.

Via: IG Tecnologia

Anúncios
Esse post foi publicado em COMPUTAÇÃO EM NUVEM, DICAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s