Google I/O: o que esperar do principal evento da empresa

A Google está se preparando para sua conferência anual de desenvolvedores nesta semana, e analistas dizem que é hora de a companhia entregar um ecossistema que possa competir diretamente com a Apple.
Cerca de 5,5 mil desenvolvedores estarão na Google I/O, em São Francisco, para ouvir sobre os planos que a companhia tem para a sua plataforma móvel Android, a rede social Google+, plataforma em nuvem, Google Maps e para o novo tablet.
As expectativas são grandes, ainda mais porque a conferência da Google está vindo logo depois da Apple Worldwide Developer – que aconteceu no início desse mês – e das revelações da Microsoft, com o Surface.
“Acredito que eles terão que se mostrar fortes”, disse Brian Blau, analista da Gartner. “Junho de 2012 parece ter sido focado em torno de tecnologias e em torno de plataformas móveis, baseadas no que a Apple tem feito e no que a Microsoft tem feito com o Surface e o Windows 8. A Google terá que sair com, no mínimo, uma porção de novos recursos que desenvolvedores possam abraçar.”
As especulações sobre o que a Google irá apresentar na conferência, que começa nesta quarta-feira (27/6) estão armadas.
Enquanto a Google afirma que a conferência irá girar em torno da nuvem, Google Drive, Google Maps e Android, analistas e observadores esperam por surpresas.
É esperado que a Google lance seu próprio tablet Nexus, com o preço de 200 dólares e que, nele, rode a nova versão do sistema Android, o Jelly Bean. E falando em Jelly Bean, mais detalhes sobre a nova versão do Android são esperados, mas nada muito grandioso.
Também se espera novidades sobre a plataforma em nuvem da Google. Analistas esperam ouvir mais sobre o Google Drive, o sistema de armazenamento em nuvem da empresa, lançado em abril. A Google também poderá dar um passo a frente e exibir uma plataforma de cloud computing que serviria tanto de infraestrutura, como para serviço.
Será que a Google irá mostrar seus óculos de realidade aumentada? Há também muita expectativa em volta do goggles, no qual o co-fundador da Google, Sergey Brin, foi flagrado utilizando-o no começo deste no. A estimativa é que os óculos custem entre 250 e 600 dólares, e incluirá conexão de dados 3G ou 4G, juntamente com animação e sensores GPS. Também é esperado que eles tenham uma pequena tela, junto aos olhos do usuário, equipada com microfone, câmera e alto-falantes.
O analista da CurrentAnalysis, Brad Shimmin, disse que ele gostaria de ver atualizações para o Google+, mas também espera que essas atualizações venham com uma integração da rede social da gigante integrada com outros serviços da Google, como o Maps e Google Docs. “É inteligente combinar produtividade com rede social para tentar fazer isso mais unificado no processo colaborativo. Os documentos podem ser uma porta de entrada para o gráfico social”
Enquanto analistas e desenvolvedores esperam ouvir mais sobre a tão esperada capacidade 3D do Google Maps, Shimmin  disse que ficaria um pouco desapontado se a companhia não falasse sobre uma maior integração do Maps com o Google+. “Isso é o que eu espero para o Google+, para começar. Que ele funcione como uma interface para todos os produtos da empresa”, adicionou. “Essa é uma grande oportunidade.”
Blau disse que o Google precisa atrair desenvolvedores mais do que no passado, e fornecer a eles uma maneira mais fácil e excitante de desenvolver softwares para os produtos da gigante. “Desenvolvedores enfrentaram dificuldades ao escolherem o Android como plataforma principal, porque a Apple está tão à frente deles, em termos de facilitar para os desenvolvedores.”, explicou. “Ambas as companhias possuem excelente suporte para desenvolvimento, mas a Apple torna tudo mais simples. Eles dão aos desenvolvedores um bocado de razões para programarem para seus novos dispositivos. Google, penso, às vezes não faz isso. Eles não tem esse tipo de abordagem.”
Dando aos desenvolvedores muito trabalho a se fazer é exatamente o que a Google deveria estar fazendo durante essa semana, de acordo com Shimmin. “Eles terão que colocar sua tecnologia emergente na mão de tantos desenvolvedores quanto possível, para comandar a próxima onda de desenvolvimento em sua plataforma.”
Via; IDG Now
Anúncios
Esse post foi publicado em GOOGLE, NOTÍCIAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s