Tim anuncia serviço de banda-larga via fibra

A TIM, que não é exatamente famosa pela velocidade de acesso nos planos 3G, está embarcando em um ramo bem diferente: o do acesso rápido residencial via fibra óptica, concorrendo com o ADSL2 e cabo nos estados do Rio e São Paulo, que tradicionalmente sofrem com a baixa qualidade dos serviços oferecidos.
A aventura da TIM começou em 2011 com a compra da AES Atimus, que controla uma grande parte da malha de fibra óptica no estado de São Paulo, passando a expandir a malha e criar uma rede de infra-estrutura que permitisse à empresa dar o passo final, levando o acesso via fibra aos usuários finais, sob a marca “Live TIM“.
O serviço está atualmente em fase de testes, com cerca de 2 mil usuários participando de um projeto piloto em bairros de São Paulo e Rio. O serviço estreará em setembro, mas os detalhes são ainda vagos. Por enquanto, falam em cobrar R$ 109 pelo plano mais básico, que oferecerá 25 megabits de download e 5 megabits de upload, com planos mais rápidos progressivamente mais caros. A principal diferença em relação ao ADSL é que você não precisará pagar também pela assinatura da linha telefônica, o que torna o valore bastante competitivos para quem não faz questão de manter o telefone fixo.
De início, a TIM oferecerá o serviço apenas no Rio e São Paulo, que são as cidades mais densamente povoadas e com uma renda per capta maior que na maioria dos outros estados, mas a tendência é que gradualmente expandam o serviço para outras cidades.
Um dos desafios da TIM vai ser se desvenciliar da imagem ruim que a empresa possui em relação ao acesso 3G, onde a empresa tem se focado no mercado ultra-popular, oferecendo acesso a R$ 0.50 por dia, mas com uma qualidade igualmente baixa. O acesso via fibra visa atender ao oposto do mercado, oferecendo um serviço premium, destinado às classes mais abastadas. Uma boa notícia é que as normas da Anatel em relação ao acesso via fibra são muito mais estritas que as que regem o acesso via ADSL, exigindo que as concessionárias entreguem pelo menos 60% da velocidade anunciada, acabando com a farra dos 10%. Em outras palavras, se a TIM não entregar a velocidade prometida, você pelo menos terá para quem reclamar.
Em teoria, a expansão da malha de fibra pode ajudar a desafogar também o acesso 3G, já que muitos do investimento em infra-estrutura pode ser compartilhado, permitindo que a empresa melhore a rede de sinalização, que tem sido o grande gargalo na rede 3G da empresa. Resta-nos torcer.
 
Via: Hardware
Anúncios
Esse post foi publicado em INTERNET, NOTÍCIAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s