Demissões na Lexmark não vão afetar operação no Brasil

As demissões anunciadas na terça-feira (28/8) em todo o mundo pela Lexmark, fabricante de hardware e software para impressão e imagem, não vão afetar a empresa no Brasil, garante o presidente Carlos Eduardo Bretos.

Segundo ele, a decisão da saída do mercado de impressoras jato de tinta (inkjet) implica no fechamento da fábrica de impressoras nas Filipinas e demissão, até 2015, de 1,7 mil funcionários, sendo que 1,1 mil são ligados à fábrica e os demais em unidades de suporte à negócios nos Estados Unidos e Filipinas.


“Há pouco mais de três anos, a operação nacional decidiu focar no segmento corporativo e pequenas e médias empresas, saindo do mercado de consumo, onde soluções de jato de tintas estavam baseado”, explica. “O volume de vendas era pequeno e os produtos comercializados em redes específicas, por isso, não fazia sentido continuar com essa linha”, completa.


Bretos esclarece, no entanto, que consumidores de impressora de jato de tinta continuarão a ter assistência em solo nacional, ainda que a empresa pare de comercializar globalmente produtos da categoria.


Os resultados financeiros, prossegue, não serão afetados. “Investimos na compra de empresas e estamos cada vez mais apoiando a digitalização. Acreditamos que processos que nasceram em papel têm de ser transformados para digitais”, finaliza.
Via: IDG Now

Anúncios
Esse post foi publicado em LEXMARK, MERCADO, NOTÍCIAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s