Salários de profissionais de TI no Brasil são os melhores da AL

O diretores de TI e analistas seniores de sistemas do Brasil recebem salários melhores que seus pares da América Latina. A conclusão vem de um estudo realizado pela Michael Page, empresa global de recrutamento executivo, que comparou a remuneração de executivos brasileiros com os da região e constatou que, em 72% dos cargos analisados no País se ganha mais.

Foram analisados ao todo 29 cargos entre médias e grandes empresas de diversos segmentos no Brasil, Argentina, Chile e México. Na área de TI, a consultoria comparou os salários de duas posições: CIO e analista sênior de negócios.


No caso do CIO, o executivo brasileiro ganha entre 9 mil reais a 20 mil reais, dependendo da sua experiência e porte da empresa onde trabalha. No México, o profissional que ocupa o mesmo posto recebe entre 8 mil reais e 15 mil reais. O mercado argentino paga para esse cargo entre 6,5 mil reais e 8,5 mil reais; enquanto que no Chile esse talento tem remuneração entre 8 mil reais e 14 mil reais.


Na comparação dos ganhos do analista sênior de sistemas os salários são os seguintes: Brasil paga entre 3,5 mil reais e 6 mil reais; México entre 6 mil reais e 9 mil reais; Argentina entre 4,5 mil reais e 5,5 mil reais; Chile entre 4,5 mil reais e 7,5 mil reais.    


De acordo com o diretor executivo do grupo Michael Page no Brasil, Marcelo De Lucca, a América Latina representa hoje cerca de 15% do faturamento do grupo no mundo e o Brasil vem alcançando cada vez mais posição de destaque. “O crescimento dos últimos anos associados ao peso da nossa economia contribuiu para esse cenário”, explica.


A pesquisa explicita algumas distorções salariais severas entre o Brasil e demais países que refletem o momento do País. Áreas como vendas, engenharia, incorporação e financeira pagam muito acima da média no Brasil em relação aos demais países. 


Ainda de acordo com De Lucca, em alguns setores as diferenças salariais chegam a ser agressivas. O boom do setor imobiliário, por exemplo, impactou tanto na remuneração dos executivos brasileiros que um diretor no país chega a ganhar até 91% a mais do que o segundo colocado. “No caso do mercado de Oil & Gas as diferenças salariais ultrapassam 100%”, conclui.
Via: IDG Now

Anúncios
Esse post foi publicado em MERCADO. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s