Cazuza voltará aos palcos em 2013 na forma de holograma

Cazuza
O cantor Cazuza, que até hoje detém o título de ícone de uma geração e também de luta contra a Aids, irá voltar aos palcos no dia 4 de abril de 2013, data em que completaria 55 anos se estivesse vivo, por meio de um holograma. Esta será a primeira vez que um artista brasileiro é ‘reavivado’ por meio do recurso tecnológico.
O mundo inteiro ficou encantado com a aparição de Tupac Shakur, rapper norte-americano morto em 1996, no palco do Festival Coachella ao lado de Snopp Dogg, em abril deste ano. E depois da surpreendente performance da holografia de Tupac, a ideia de trazer artistas ‘de volta a vida’ se espalhou por vários países.
A homenagem a Cazuza, idealizada por Omar Marzagão e George Israel, do Kid Abelha, contará com apresentações de 90 minutos, com 20 minutos do show com o holograma do cantor interagindo com uma banda ‘ao vivo’. O projeto, estimado em R$ 3 milhões, terá dois shows no Rio de Janeiro, um em São Paulo, um em Belo Horizonte e outro em Brasília.
Do total do investimento, os organizadores planejam captar R$ 2,5 milhões através de mecanismos de fomento à cultura, como é o caso da Lei Rouanet.
Cazuza
O holograma, por sua vez, será desenvolvido com base em um grande acervo de fotos e vídeos de Cazuza durante os anos de 1986 e 1987 – período este antes do artista descobrir que era portador do vírus HIV e começar sua batalha contra a doença. O processo técnico, desenvolvido pela empresa francesa 4DMotion, deve durar seis meses e já está em sua segunda fase.
A primeira fase do projeto foi composta por um estudo complexo de gestos, expressões, trejeitos e figurinos de Cazuza. E com base na tecnologia de ‘motion capture’, muito utilizada no cinema e no mercado de videogames, a empresa irá captar imagens de um ator interpretando o artista no palco e, sobre o rosto deste ator, será aplicado um rosto virtual de Cazuza criado em três dimensões.
Durante o show, as imagens do Cazuza virtual serão projetadas sobre uma superfície espelhada no chão, localizada na parte de trás do palco, e refletidas em uma ‘parede invísivel’ vertical, permitindo que os espectadores vejam tanto a banda como o artista. Ao todo a tela terá uma extensão de cinco metros, permitindo que Cazuza percorra todo o palco, como fazia em suas performances nos anos 1980.
“Acho lindo. Como eu e meu marido somos sozinhos, só tivemos o Cazuza, para nós, vai ser como o renascer de um outro filho”, afirmou à Folha de S. Paulo Lucinha Araújo, mãe do artista.
Além disso, o áudio dos shows será original, com alguns registros vocais gravados pelo próprio Cazuza. Sua banda de apoio será composta por músicos como George Israel, Arnaldo Brandão, Leoni, Gutto Goffi e Rogério Meanda.


Anúncios
Esse post foi publicado em NOTÍCIAS, Tecnologia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s