Firefox 17 chega com mais recursos para redes sociais

A Mozilla lançou na terça-feira (20/11) o Firefox 17, que estreia uma tecnologia que permite aos desenvolvedores integrar rede sociais com o navegador – mas até o momento, somente o Facebook está habilitado.
A companhia também corrigiu 29 vulnerabilidades de segurança, sendo 19 delas classificadas como “crítica” e 9 identificadas com risco “alto” ou “moderado”.
O principal motivo para a Mozilla fazer tanto barulho com o lançamento da nova versão do seu browser, no entanto, foi a “API Social”, uma interface de programação de aplicativos que permite aos desenvolvedores realizar conexões entre o navegador e serviços de mídia social.
O primeiro resultado dessa nova API, o Facebook Messenger para Firefox, exibe uma barra lateral que mostra sessões de bate-papo e atualizações – incluindo novos comentários, sem que seja necessário ao usuário estar conectado ao site. 

Ferramentas adicionais variam entre notificações de mensagem a solicitações de amizade, acessíveis por meio de novos ícones disponíveis na barra de ferramentas do browser.
Os usuários do Firefox 17 podem habilitar o Messenger na página do Facebook, onde a rede social explica brevemente como integrá-la ao Firefox.
A nova versão do navegador também estreia uma nova ferramenta de segurança que bloqueia automaticamente versões desatualizadas ou consideradas inseguras de plug-ins, como o Flash Player e Adobe Reader, Silverlight e Java (há uma lista deles publicada pela Mozilla).
Os usuários pode ignorar o bloqueio, ou antes de fazer isso, analisá-lo clicando em um novo ícone que aparece no canto esquerdo da barra de endereços do navegador.
O recurso Click-to-Play é o último de uma séries de medidas que a Mozilla tem tomado durante este ano para minimizar ataques – incluindo o bloqueio que fez de plug-ins desatualizados do Java em Macs, quando o malware Flashback infectou milhares de máquinas.
Juntamente com as novidades, a Mozilla também retirou uma coisa: o suporte para o X Leopard, o sistema operacional de 2007 da Apple – o Firefox 16 é a última versão que roda no sistema.
Quase um terço das vulnerabilidades foram relatas pelo especialista da equipe de segurança do Chrome, Abhishek Arya – que atende pelo apelido de “Inferno”, informou a companhia em um comunicado.

Ele também recebeu créditos por reportar outras cinco vulnerabilidades que foram “identificadas durante o desenvolvimento do Firefox, mas que foram corrigidas antes do lançamento”. Outras quatro falhas foram identificadas por “miaubiz”, um antigo colaborador da competição para identificação de bugs do Google.

Os usuários de Windows, Mac e Linux podem fazer o download do Firefox 17 manualmente a partir do site da Mozilla. Quem já possui o navegador instalado terá a atualização feita automaticamente. A próxima versão do Firefox está programada para ser lançada em 7 de janeiro de 2013.
Via: IDG Now
Anúncios
Esse post foi publicado em Firefox, MOZILLA, NAVEGADORES, NOTÍCIAS. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s