Windows com atualizações anuais? É o que dizem as fontes próximas à desenvolvedora

Geralmente não é legal comentar rumores porque na web qualquer um pode escrever qualquer coisa, e isso pode acabar virando notícia. Mas depois de vários casos comentados e concretizados, vamos lá: não custa acompanhar as notícias do ramo mantendo um certo ceticismo, sabendo separar o que é já real do que pode não ser.
Mary Jo Folley que escreve para a ZDNet, inclusive tendo comentado vários rumores reais no passado, divulgou ainda em agosto alguns planos da Microsoft para a próxima versão do Windows, sucessora do 8. Ela ouviu dados de alguns contatos próximos ou ligados ao desenvolvimento. Nesta semana o The Verge também confirmou várias das informações com suas fontes, subindo mais uma vez a matéria às manchetes. Novamente, em termos de boatos em grande parte das vezes o The Verge acerta.
Segundo as tais fontes em meados de 2013 a MS lançará uma grande atualização para o Windows 8, com mudanças na interface e melhorias importantes que… Não costumam aparecer num intervalo de um ano no ritmo de desenvolvimento do Windows. Geralmente a cada ano são adicionados recursos ao OS X, e num tempo até menor nas distros Linux, com os tradicionais ciclos de desenvolvimento a cada 6 meses. Já o Windows sempre teve atualizações mais espaçadas, ou pelo menos a cada três anos, como seria o esquema entre Windows Vista > Windows 7 > Windows 8 (do XP para o Vista houve uma grande exceção).
A forma de atualização ainda não é conhecida: poderia ser na forma de uma nova versão do sistema, um Service Pack ou mesmo um Feature Pack, cujos detalhes técnicos e recursos não foram revelados ainda. O processo de atualização a curto e médio prazos seria diferente: seriam fornecidas atualizações anuais.
O nome comentado durante a fase de desenvolvimento está sendo “Windows Blue”, ou simplesmente “Blue”.
Um ponto controverso no que as fontes divulgaram é que Microsoft não aceitaria aplicativos desenvolvidos especificamente para o Windows 8, o que precisa de mais esclarecimentos. Estaria a Microsoft matando logo de cara os apps “Metro”, que ela praticamente forçou goela abaixo com o Windows 8? É bem estranho e duvidável, não parece ser isso. O que as fontes deixam a entender é que o foco de desenvolvimento seria concentrado em aplicativos para a nova versão, só que ela continuaria sendo compatível com todos os aplicativos atuais. Os novos que entrassem para a Windows Store a partir de então provavelmente precisariam ser escritos para o novo Windows, incentivando assim o upgrade para todo mundo.
Ainda segundo as fontes esta atualização e potencialmente as futuras seriam bem baratas, ou talvez até gratuitas em alguns casos. A ideia seria fazer com que as pessoas realmente atualizassem o Windows logo que as atualizações estivessem disponíveis.
Agora com a Windows Store a MS pode muito bem ganhar dinheiro com a venda dos aplicativos, o que pode facilitar o upgrade mais barato do sistema – é mais ou menos assim que a Apple ganha uma grana extra bem gorda com o OS X, mesmo mantendo as atualizações do sistema na casa dos US$ 20 dólares. Embora não tenha reduzido o valor comercial da licença do Windows no varejo, a promoção de lançamento oferece o upgrade a preços nunca antes vistos até o final de janeiro. Queira ou não isso foi responsável por 4 milhões de upgrades em apenas 3 dias e 40 num mês, uma marca impressionante para a Microsoft. A experiência pode trazer mudanças: ela deve ter percebido que se vender mais barato, venderá mais.
Voltando ao Blue, a atualização só seria fornecida para versões originais do Windows, é claro, com um diferencial: os aplicativos nativos e a loja de apps deixariam de funcionar nas versões piratas ou não ativadas. O próprio Windows 8 já apertou o cerco contra os piratas, impedindo coisas simples como a personalização do ambiente de trabalho (apesar disso a empresa vacilou em outro ponto, fornecendo chaves gratuitas que ativam cópias piratas…).
Atualizações anuais até fazem sentido no cenário atual, mas a parte de incompatibilidade com apps específicos para Windows 8 certamente precisa de mais explicações.
Como de praxe a empresa não comentou nada sobre o Windows Blue – nem a favor nem contra. Se fosse mentira seria fácil para ela simplesmente negar, dada a imensa quantidade de jornalistas que estão questionando, não?
Rumor por rumor, isso até pode não dar em nada. Porém, vindo de quem vem, há grandes chances de ter ao menos alguma porcentagem significativa de realidade. Vai ser interessante acompanhar as mudanças nos próximos meses, pelo menos nesse caso não precisaremos esperar tanto, logo 2013 está aí.
Interface do Windows 8
Polêmica tela inicial do Windows 8 durante a fase de desenvolvimento, praticamente idêntica à da versão final. As cores e o fundo são personalizáveis
.

Anúncios
Esse post foi publicado em NOTÍCIAS, WINDOWS, WINDOWS 8. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s