Veja cinco dicas para manter sua conta do Facebook protegida

O “oversharing” (compartilhar e postar em excesso) tornou-se normal em nosso mundo obcecado com as mídias sociais – principalmente no Facebook, onde a vida parece mais “exposta” do que em outras redes, com inúmeras fotos e informações sendo compartilhadas a cada minuto.
Conhecer as configurações de privacidade pode certamente manter seus dados mais seguros, mas uma série de aplicativos e serviços podem ajudar também.
À medida que os cibercriminosos melhoram suas táticas, os usuários também precisam aumentar suas precauções. Para garantir a segurança de sua conta e, consequentemente, das informações pessoais que elas possuem, falhas de julgamento não podem ocorrer. A seguir, veja cinco importantes recomendações para não cair em armadilhas.
Cuidado com o que compartilha
As informações que você deixa visíveis no seu perfil podem parecer inofensivas, mas são ótimas dicas para crackers. Veja, por exemplo, a data de seu aniversário: em muitos casos, alerta Mike Geide, pesquisador de segurança da Zscaler ThereatLabZ, ela é perguntada ao usuário quando é solicitado o reenvio da senha. Deixá-la visível representa, sim, um risco.

O especialista também recomenda ao usuário desabilitar o recurso que permite a ele e seus amigos fazerem check-ins em lugares. Para isso, vá até “Configurações de privacidade” e selecione “Editar” na opção “Como funcionam as marcações”. Desligue a última caixa.
A questão, de acordo com Geide, é que crackers utilizam os lugares em que você esteve para formular golpes. Podem, por exemplo, enviar uma mensagem lembrando uma conferência em que você esteve a fim de convencê-lo a clicar em um link malicioso.
Utilize ferramentas que o ajudam a proteger sua conta
Apesar de ser recomendada cautela na utilização de aplicativos, que muitas vezes podem postar informações e spam em seu nome e até invadir perfis, alguns deles ajudam na hora de deixar sua conta mais segura.

Existem dois tipos de apps que podem lhe ajudar: o primeiro pode alertar você e seus amigos sobre mensagens maliciosas, comentários, links e outros truques que são usados para espalhar vírus, phishing e malware. O segundo é projetado para manter o controle sobre seus filhos. Essas ferramentas podem alertá-lo para qualquer comunicação ou conteúdo potencialmente perigoso na página de seu filho no FB.
Anote nossas sugestões: Bitdefender SafegoMyPageKeeperSocialShield e Minor Monitor.
Crie uma senha forte
Pode parecer que tocamos sempre na mesma tecla, mas é verdade: a maioria dos usuárioscontinua escolhendo senhas fracas para fazer login em sites. 

Em junho deste ano, crackers roubaram cerca de 6,5 milhões de senhas do LinkedIn e as postaram na Internet. Nesse mesmo mês, intrusos comprometeram cerca de 1,5 milhão de senhas do eHarmony explorando uma falha de segurança, e em julho crackers tomaram posse de 450 mil senhas do Yahoo Voice. Dentre as senhas mais comuns utilizadas por esses membros do Yahoo estavam: “123456,” “welcome” (bem-vindo), e a mais popular “password” (senha).
Senhas complexas misturando números e caracteres especiais (e não contendo nenhuma semelhança com um nome real ou palavra) aumentam as chances na luta contra os crackers. Uma boa pedida, também, é recorrer a um gerenciador de senhas, como o LastPass. Essas ferramentas podem gerar senhas para você, armazená-las de forma segura e preencher os campos dos sites – inclusive o Facebook – em um clique.
Criptografia SSL
No passado, o Facebook só utilizava o HTTPS – protocolo mais seguro que o tradicional HTTP – na página em que se preenchia nome de usuário e senha. Trata-se de um procedimento semelhantes ao das lojas online. Basta notar que sempre que você acessar sua conta, um pequeno cadeado aparece na extremidade do navegador.

Atualmente, porém, a rede social aplica a criptografia SSL a todas as partes de sua plataforma e, principalmente se você tiver o costume de utilizá-la em computadores públicos, o recurso é bastante útil.
Para ativá-lo, visite as configurações de sua conta e selecione “Segurança” à esquerda. Você verá se a “Navegação segura” está habilitada ou não. Clique em “Editar” para ativá-la.
Saiba, porém, que páginas criptografadas demoram mais para abrir e que alguns aplicativos não a suportam. De qualquer forma, vale a pena pelo menor testar o recurso, já que ele aumenta consideravelmente a proteção sobre seus dados.
Encerre a sessão quando terminar
Quando terminar de usar a rede social, tenha certeza de que você fez o logoff. “Isso serve como precaução contra pragas, como ‘likejacking’, que acessam contas que estejam abertas do Facebook”.

Likejacking é um tipo de clickjacking (roubo de cliques). Ele induz o internauta a clicar e um link que, automaticamente, é compartilhado em sua página na rede, como se o próprio usuário tivesse o curtido. Esse golpe é comum na rede social e, por vezes, é fácil identifica-lo ao perceber que inúmeras pessoas estão curtindo a mesma coisa – um vídeo suspeito, por exemplo.
Caso você se esqueça de sair da sessão em um computador, uma boa solução é fazê-lo remotamente. Vá até a aba “Segurança” novamente e selecione “Sessões Ativas”. Você verá em quais máquinas seu perfil está ativo. Clique nas que gostaria de sair.
Via: IDG Now
Anúncios
Esse post foi publicado em FACEBOOK, NOTÍCIAS, REDES SOCIAIS, SEGURANÇA. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s