7 Exercícios diários que farão de você um Fotógrafo melhor

melhore_sua_fotografia

Parece que a internet atual está passando pelo fenômeno das listas. Algumas são muito bacanas, outras nem tanto. Na fotografia isso também está acontecendo e encontramos muita coisa legal e útil acontecendo pelos sites e blogs. Hoje oPetapixel publicou uma lista de 7 exercícios que prometem melhorar a sua fotografia e transformar você em um fotógrafo melhor. Todos eles são válidos, pois nos levam a pensar para fotografar. Aliás, esse é o grande segredo da fotografia. Pensar e fotografar sempre. Lembrando que não existe dom, apenas muita dedicação. Vamos dar uma olhada na lista? Não podemos esquecer que cada um tem suas receitinhas de bolo. Muitos vão concordar com essas dicas e outros vão discordar, mas essa é a vida.

 

01 – Medição Central

Câmeras fotográficas possuem várias maneiras de medir a Luz (fotometria). Geralmente deixamos em uma medição ampla de cena e confiamos no sistema de medição da câmera. Porém, os fotômetros de luz refletida possuem pontos fracos que podem levar ao erro. Cenas com fundo claro ou fundo escuro tendem a enganar o fotômetro e causar uma medição errada da luz. Outra limitação da câmera é que ela não sabe a sua intenção, ela apenas detecta quantidades de luz. Por isso é interessante utilizar o modo de medição central, onde a câmera vai fazer a medição de um pequeno ponto da cena. Para utilizar esse modo de medição o fotógrafo tem que treinar um pouco, ver os resultados e estudar a cena para chegar ao resultado que se está procurando.

02 – Verifique o Histograma

O texto do Petapixel diz que ao verificar o histograma você passa a ter uma melhor compreensão da forma que a luz se distribui em sua imagem. Eu diria mais. É de grande importância que você entenda e siga as informações do histograma. A imagem que você olha no LCD da câmera não é confiável. Ela está bem longe da realidade. Por isso o histograma se torna o guia da exposição correta. Para quem não sabe, o histograma é um gráfico que mostra a distribuição da luz em sua imagem. Teoricamente, um histograma equilibrado representa uma imagem bem exposta, mas da mesma forma que os modos de medição, o histograma também não sabe o seu objetivo. Ele se torna uma ferramenta de grande importância para avaliar a correta fotometria de sua imagem, mas é necessário saber interpretar essas informações.

03 – Utilize uma única lente fixa

Várias vantagens de se utilizar apenas uma lente fixa. O equipamento fica mais leve, você ganha qualidade de imagem e grande abertura de diafragma, mas existe um ponto mais importante. Para compor a cena você precisa andar até o assunto. Se não ficou bom você precisa se mover para frente ou para trás. Esse movimento faz com que o assunto seja melhor estudado e que a foto fique mais interessante. Pensar e compor é o que separa uma imagem simples de uma grande fotografia.

04 – Utilize balanços de branco específicos

A maior parte das pessoas utilizam o Balanço de Branco (WB) no modo automático. Ele pode quebrar um galho nesse modo, mas ao mesmo tempo você deixa de pensar sobre a cena. Infelizmente o balanço de branco automático também não é preciso, ele invariavelmente se engana. Utilize os modos específicos de balanço de branco e observe o que cada um faz com as tonalidades de cores de suas fotos. A escolha certa pode render cores mais fiéis, mas utilizar um WB diferente pode render efeitos interessantes.

05 – Aprenda o Balanço de Branco personalizado

Fora a opção de utilizar as temperaturas de cor pré-definidas na câmera, a maior parte das câmeras reflex permite executar um balanço de branco personalizado que consiste em fotografar um cartão branco ou cinza com a luz do ambiente. Parece ser uma tarefa fácil, mas não é bem assim. Dependendo do ângulo do cartão em relação a fonte de luz o resultado pode se alterar. Um ótimo exercício para saber chegar até a temperatura ideal de cor, coisa que pouca gente se preocupa hoje em dia.

06 – Utilize o modo manual de exposição

Os modos automáticos e de prioridade podem ser práticos, mas se transformam em muletas. Mais uma vez a câmera não conhece sua intenção, ela apenas calcula a quantidade ideal de luz para a execução da foto, independente do local ou do tipo de iluminação que você se encontra. Trabalhar no modo manual é ter liberdade de explorar todas as potencialidades de seu equipamento e saber as suas limitações. além de que o comando está com o cérebro e não com o equipamento.

07 – Publique apenas 01 imagem por dia

Escritores dizem que é necessário escrever todos os dias para não perder a prática. Com a fotografia não é diferente. Fotografar todos os dias é uma grande forma de praticar o olhar, mas o mais importante é publicar apenas uma foto por dia. O fato de mostrar apenas uma foto o leva a ser mais crítico quanto ao que publicar e redobra o esforço em fazer a melhor imagem. Isso também incentiva os seus amigos a verem o seu trabalho e darem sua opinião. Acredite em mim, ninguém tem paciência de ver o álbum de suas férias com 500 fotos, mas uma única imagem bem feita tem um grande poder.

 

Via: Meiobit

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s