Seu smartphone Android está infectado? Aprenda a reconhecer os sintomas

 

Sabe-se que o sistema operacional Android é um dos alvos preferidos de cibercriminosos devido a sua popularidade. A empresa de segurança Kaspersky Lab afirma que 98,05% dos programas maliciosos para dispositivos móveis identificados em 2013 tinham foconessa plataforma.

Como saber se o seu dispositivo está infectado? Veja algumas dicas práticas da empresa.

1.     Anúncios não desejados: se seu smartphone ou tablet está te atormentando com pop-ups e outros tipos de anúncios intrusos, ou durante a navegação ocorrem redirecionamentos não esperados – independentemente de serem considerados de aplicações normais – é provável que você tenha instalado um adware.

2.       Picos de dados: alguns arquivos maliciosos incrementam o uso de dados para fazer com que o dispositivo se conecte repetidamente a um website, clique em anúncios, faça download de arquivos grandes e envie mensagens.

3.       Faturas elevadas sem motivo: frequentemente o malware faz com que um smartphone ou tablet infectado ligue ou envie SMS para números premium, também conhecidos como “0900” ou números curtos de 5 dígitos, elevando o preço da fatura telefônica.

4.       Aplicativos não solicitados: alguns apps maliciosos compram ou baixam aplicações do Google Play ou outras lojas não oficiais. Se em seu dispositivo aparecer aplicativos que você não fez o download, suspeite.

5.       Apps que utilizam funções desnecessárias: alguns programas maliciosos se disfarçam de aplicativos legítimos. Se solicitarem permissões ou outras funções que não são necessárias para seu uso, é provável que tenha fins maliciosos.

6.       Atividade estranha em contas online: este problema não afeta somente os PCs. O malware móvel é muito complexo e pode roubar senhas, credenciais de acesso e dados guardados no dispositivo.

7.       Aplicações que exigem dinheiro para desbloquear o dispositivo: nenhuma empresa legítima que opera dentro da lei bloqueia o dispositivo e pede dinheiro para desbloqueá-lo. 

Especialistas da Kaspersky Lab afirmam que a melhor maneira de manter o dispositivo protegido é instalando uma boa proteção antimalware. Contudo, existem medidas adicionais para evitar que nosso smartphone ou tablet Android seja infectado:

1.       Não praticar o ‘jailbreak’ no dispositivo;

2.       Configurar um PIN ou uma senha para desbloquear a tela;

3.       Baixar aplicativos de fontes confiáveis (de preferência da loja oficial);

4.       Não utilizar redes Wi-Fi públicas na hora de realizar qualquer tipo de transação;

5.       Revisar as permissões que solicitam os aplicativos;

6.       Armazenar somente os dados confidenciais que sejam necessários no dispositivo;

7.       Instalar uma função de controle parental para evitar que as crianças comprem aplicativos ou conteúdo multimídia sem a permissão de adultos.

 

Via:IDGNow

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s