Plataforma on-line exibe avanço do vírus Ebola em mapa global virtual

A plataforma de publicação e visualização de dados, Silk, criou um mapa mundi virtual mostrando a disseminação do vírus Ebola em diferentes datas desde 1976. O vírus causa febre hemorrágica com altíssimo índice de mortalidade. Segundo dados mais recentes, já foram identificados 8.376 casos, com 4.024 mortes.

O mapa de dados da epidemia de Eboa inclui informações detalhadas das história da epidemia com dados extraídos do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (Centers for Disease Control and Prevention  – CDC) dos Estados Unidos e a Organização Mundial da Saúde (World Health Organization – WHO). “A epidemia mais recente é a pior até hoje”, indica o site Silk

O surto de febre hemorrágica atual iniciou em março deste ano e já dura sete meses. Ele começou na República de Guinée se espalhou para os países vizinhos Serra Leoa, Libéria e Nigéria. Um segundo foco separado ocorre na República Democrática do Congo, onde foi identificado uma cepa diferente do vírus.

Antes desse surto, outros 34 eventos foram monitorados desde 1976, quando o primeiro surto foi identificado. Em alguns casos apenas uma pessoa foi infectada, em outros algumas centenas, mas nunca milhares de pessoas como estamos vendo em 2014.

As mortes da epidemia atual, segundo dados do Silk, superam em muito o total de mortes dos 34 eventos anteriores. Na página do Ebola no site é possível ver por exemplo que a primeira epidemia, de 1976, que aconteceu na República Democrática do Congo (na época Zaire) teve 280 mortes. O surto com mais tempo de atividade até sua extinção – sete meses – aconteceu no Gabão em 1996. Ele envolveu 97 pessoas infectadas e 66 mortes.

E o caso com maior número de pessoas infectadas – até a epidemia de 2014, claro – aconteceu em Uganda, com 425 doentes, dos quais 224 morreram. O surto com maior taxa de mortalidade (90%) foi no Congo em 2002, quando 128 pessoas, das 143 infectadas, morreram, segundo dados do CDC.

Você pode acompanhar o mapa do Ebola no site do Silk:https://ebola-outbreaks.silk.co/

Via: IDGNow

Esse post foi publicado em NOTÍCIAS, Tecnologia e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s